segunda-feira, 16 de maio de 2016

Massa sovada

O Dia dos Açores foi instituído pelo parlamento açoriano em 1980, destinado a comemorar a açorianidade e a autonomia do arquipélago. Foi escolhida a Segunda-feira de Espírito Santo para comemoração deste dia, por serem as festas em honra do Divino Espírito Santo a maior celebração religiosa e cívica  desta ilhas. Sendo um dia em que celebramos a açorianidade, celebramos estas ilhas, as sua gentes, tradições e por que não celebrar também os produtos açorianos, produtos na sua maioria feitos de uma forma quase artesanal e com elevada qualidade. Na receita que hoje apresento utilizei farinha de trigo da Moagem Terceirense, um artigo indispensável na minha cozinha.
Com esta receita participo no Desafio Açoriano do blog Cozinha 100 Segredos.



Ingredientes:
Reforma:
11 grs de fermento de padeiro
2 colheres (de sopa) de farinha de trigo Moagem Terceirense
água morna

Fermento de batata:
1 ovo grande
3 batatinhas
1 colher (de sopa) de açúcar
raspa de limão
165 grs de farinha de trigo Moagem Terceirense

Massa:
1 kg de farinha de trigo Moagem Terceirense
350 grs de açúcar
20 grs de manteiga crua
150 grs de manteiga cozida
6 ovos
1 limão pequeno
1/2 colher (de sobremesa) de banha
1 colher (de sobremesa) de aguardente
1 pitada de noz moscada, canela e sal

Modo de preparação:
Reforma:
Desfaça o fermento de padeiro com a farinha na água morna. Deixe repousar até dobrar de volume.

Fermento de batata:
Assim que a reforma estiver pronta junte a esta o ovo, as batatas cozidas e reduzidas a puré e incorpore bem. De seguida junte cada ingrediente por si pela seguinte ordem o açúcar, a raspa de limão e a farinha até formar uma massa homogénea. Deixe repousar até dobrar de volume.

Massa:
Coloca-se os ovos em água morna uns minutinhos. Num recipiente põe-se a manteiga crua, a banha, o limão, a noz moscada, a canela, o sal e a aguardente. Partem-se os ovos e juntam-se aos ingredientes anteriores bem como o açúcar, bate-se tudo até deixar de sentir-se o açúcar. Mistura-se o fermento, de seguida a farinha que é amassada com a manteiga cozida, se for necessário junta-se um pouco de água morna para ajudar. Para terminar deve-se amassar/sovar com a manteiga. A massa não deve ficar muito mole como um bolo mas também não deve ficar dura.
Tapa-se e deixa-se levedar até dobrar de volume. Quando assim estiver tende-se e põe-se numa lata untada e enfarinhada. Torna-se a deixar dobrar de volume. Se tocar na massa com o dedo e a massa voltar a subir é que está pronto.
Com a faca ou tesoura faça um corte de um lado ao outro na vertical e vai ao forno. Quando a parte de cima da massa estiver a ficar cozida repenica-se com a faca ou tesoura. Comece por cozer em forno médio/alto até crescer e depois baixa-se a temperatura do forno.
Vê-se com o palito se está cozida, assim que estiver tira-se do forno e unta-se a massa com manteiga.

1 comentário:

  1. Eu adoro massa sovada! É algo que nos representa tão bem! Adorava comer umas fatias dessa! Muito boa certamente! Obrigada por teres participado! Beijinhos

    ResponderEliminar